Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

just say it

este é um contributo para chegarmos a quem está do lado de lá, porque importa sermos mais activos e disponíveis para o que está em nosso redor. a surpreender na forma como o fazemos. a termos mais e melhores resultados.

just say it

este é um contributo para chegarmos a quem está do lado de lá, porque importa sermos mais activos e disponíveis para o que está em nosso redor. a surpreender na forma como o fazemos. a termos mais e melhores resultados.

Tenha ambição quando se apresenta. A história não recorda quem passa pelos pingos da chuva!

Uma apresentação, seja numa conferência ou numa reunião, expor uma ideia, tem sempre uma audiência. Quem vai ser a sua audiência? Conhece o estilo, consegue identificar traços de personalidade na ou nas pessoas que vai ter à sua frente?

Identifique o mais possível a sua audiência – seja uma, duas ou imensas pessoas. Não as perca de vista porque é para elas que vai adequar o seu discurso.

Coloque-se nos pés dessa ou dessas pessoas por um instante. Mude de cadeira ou de posição para poder ocupar de verdade o lugar dessa(s) pessoa(s). Como se olhasse, do ponto de vista delas, para si, no ‘palco’.

O que querem estas pessoas? O que mexe com elas? O que ganham em ouvi-lo? Porque será a sua exposição importante para elas?

Não se perca em factores acessórios. Vá certeiro ao que são as suas impressões, do ponto de vista de quem será a sua audiência. O que vai entregar-lhes?

O que nos leva ao seu propósito, ao objectivo que o leva perante aquelas pessoas.

Qual é o seu objectivo?

O que quer que aconteça?

O que é suposto as pessoas fazerem no final da apresentação?

Estão de parte ideias mornas como apresentar, informar, dizer. Esses objectivo não levantam ninguém da cadeira com vontade de correr atrás de si.

Agora afirme o seu objectivo em voz alta. Está como quer? Quer mudar alguma coisa? Vamos a isso!

Novamente em voz alta. De acordo com a suas espectativas? Se não, altere.

Repita até ficar satisfeito. Não desista. É como se estivesse a preparar um jantar: vai ter que ir ‘soprando’ os condimentos, nada fica perfeito à primeira!

 

Be Great

marylin.jpg