Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

just say it

este é um contributo para chegarmos a quem está do lado de lá, porque importa sermos mais activos e disponíveis para o que está em nosso redor. a surpreender na forma como o fazemos. a termos mais e melhores resultados.

just say it

este é um contributo para chegarmos a quem está do lado de lá, porque importa sermos mais activos e disponíveis para o que está em nosso redor. a surpreender na forma como o fazemos. a termos mais e melhores resultados.

sobre boas conversas #13

inspiração.jpg

gosto quando um cliente se propõe inspirar. é um objectivo ambicioso. mais até do que motivar.

quando inspiramos, a motivação não chega a ser tema, porque nasce uma vontade imperiosa de seguir quem inspira. há toda uma conquista, há toda uma doçura que encanta quem ouve. as barreiras baixam. os ruídos silenciam-se. 

a dificuldade de inspirar pode colocar-se ao início. porque é mais difícil cativar para a conquista. afinal de contas gostamos de julgar. de catalogar. e quem inspira contraria-nos. e surpreende-nos.

quem inspira transpira verdade. transpira intensidade. tem uma espécie de luz que ilumina toda a sala. e tem uma boa 'história'. um guião que é uma viagem. que começa alinhada com o ponto que vamos descobrir. como se caminhássemos rumo ao ponto mais alto, que vai estar sempre na nossa linha de visão, ao longo do caminho. e toda a história relata o caminho até chegarmos à vista imensa quando chegamos ao ponto alto. esse é o momento em que tudo parece fazer sentido. esse é o momento em que deixamos todas as peças da história se encaixem. esse é o momento em que respiramos fundo e deixamos a história viver em nós. FOMOS E ESTAMOS INSPIRADOS!

e aquela verdade, aquela intensidade, aquela luz estão na história. fazem parte dela. estão no adn de quem a conta. arrepiam-nos. sentimos as borboletas na nossa barriga.

o guião da história cumpre com estas sensações. na verdade, dita-as. lança-as. naturalmente.

se quer inspirar com a sua história, limpe-a de espinhas. tire-lhe o acessório. defina o caminho para aquela imagem inacreditável que se avista do alto da montanha. e não precisa de ser um caminho necessariamente linear. mas as pedras mais desafiantes, os caminhos de água que refrescam, os momentos de calor e de quase exaustão, vão ter que lá estar. 

assim como a clareza: a mensagem tem de estar e ser óbvia. seja claro com o que nos traz.

está a ver-se a arrebatar a sua audiência na próxima intervenção?

 

Plus, Be Great!

www.plus.com.pt

 

 

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.