Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

just say it - Guia prático para se fazer ouvir

este é um contributo para comunicar melhor e chegar a quem está do lado de lá, na audiência, seja uma cara ou duas ou imensas. para termos mais e melhores resultados. para comunicarmos e sermos recordados.

just say it - Guia prático para se fazer ouvir

este é um contributo para comunicar melhor e chegar a quem está do lado de lá, na audiência, seja uma cara ou duas ou imensas. para termos mais e melhores resultados. para comunicarmos e sermos recordados.

14 de Junho, 2016

sobre atitude #6

claudia nogueira

"The greatest discovery of all time is that

a person can change his future by merely changing his attitude."

Oprah Winfrey

 

há uns dias, falavam-me sobre um amigo que se tinha numa elevadíssima conta. um amigo 'sem grande capacidade física', sem traços de beleza, que se comportava como se fosse um 'herói'.

um homem que se tem a si próprio em tão elevada consideração que conseguiu, entre outras coisas, uma função invejável numa empresa invejável, e uma mulher de uma 'liga muito superior'.

achei graça aos comentários. não havia inveja. antes uma surpresa incrédula. quase que podia ouvir por debaixo destes comentários: 'a lata!? como é que ele se acha superior a nós, os outros?!'

ainda resiste em nós uma crença, mais ou menos vincada, de que os 'mais bonitos' têm a vida mais facilitada. que aos outros resta penar toda uma vida para atingirem resultados, na maior parte, pouco acima do mediano.

beleza ou porte físico à parte, o que este amigo tem é uma atitude de vencedor. nós rotulamos com frequência de 'bonito' (entre outros adejctivos) todos os outros a quem aumentamos capacidades. e quase nunca usamos estes rótulos para nos descrever a nós e às nossas reais capacidades. 

procurei saber mais detalhes sobre a pessoa, sobre a forma como se comporta e fala, sobre como faz para obter o que procura. encontrei uma atitude determinada. focada nos resultados.

ele vê a meta antes de muitos outros, com certeza. ele sabe onde quer chegar. sabe, com certeza, como se vai sentir quando lá chegar. não tem qualquer dúvida de que vai num determinado sentido, vai lá chegar e vai ser ele a determinar as condições. essa é a atitude de conquista. com confiança a transbordar.

se fosse piloto de Fórmula1 ele teria bem clara a imagem da bandeira, do calor da estrada, o abraço da multidão, a frescura do espumante lançado sobre os 3 primeiros.

 

é o que lhe permite perceber muito rapidamente o que tem de fazer para lá chegar. é o que lhe dá uma vantagem competitiva muitíssimo forte. 

e esta vantagem competitiva é tão mais forte quanto a tendência, a nossa de 'comuns mortais'  é para nos julgarmos. para nos diminuirmos.

é que quando nos julgamos por antecipação, cobrimos a nossa visão dos objectivos de nevoeiro. de repente já nem conseguimos ver a meta, quanto mais imaginarmos a força da multidão de espectadores. qual espumante? só nos lembramos de pneus que saltaram, timings que derraparam, ... 

e se nos educarmos a ter aquela atitude conquistadora e mais destemida? se conseguirmos ver para além dos impedimentos? se nos conseguirmos visualizar de facto a arrancar a fita da meta com garra. com vontade. e sobretudo com a confiança de que somos capazes. tão ou mais capazes do que outros. o que importa é confiarmos em nós.

e não pode haver espumante mais saboroso do que este que nos diz que cumprimos. que nos superamos. que vamos mais além.

quer ter a atitude certa para si?

 

Plus, Be great!

www.plus.com.pt

 

 

08 de Junho, 2016

sobre a comunicação e liderança

claudia nogueira

Sobre a comunicação e liderança

 

li, já há algum tempo, um post de alguém que dizia que sabia que a crise (financeira e económica) tinha chegado ao fim, quando via regressar às estradas a falta de civismo e de paciência.

parecia, dizia o autor tanto quanto me recordo, que durante a crise as pessoas em geral pareciam imbuídas de um espírito de atenção e cuidado pelos outros. de tal forma que traziam para a condução do dia-a-dia o melhor que tinham em si. e isso justificava a atenção, a paciência sobre o outro.

lembrei-me deste post um destes dias, quando procurei identificar a razão, o motivo que poderia justificar de novo a maior atenção que se dá à liderança e menos à comunicação.

poderá ser porque deixamos de parte os nossos desafios, quando nos parece que as coisas à nossa volta estão mais tranquilas? menos problemáticas? o que poderá dar-nos esta tranquilidade?

a comunicação pode muito bem ser um desafio. porque sabemos que estamos a ser observados. não queremos fazer feio.

a liderança é outro desafio: temos receio de falhar.

para quê então avançar para os nossos limites? sobretudo quando temos uma perspectiva de conforto...

na verdade, comunicação e liderança deveriam andar de mãos dadas. são irmãs. familiares muito próximas, que não deveriam ser separadas.

quem comunica deveria liderar, mesmo que só a si e ao seu percurso. afinal deve saber muito claramente o que quer. para onde quer ir. e como vai fazer este seu percurso. é este conhecimento que lhe vai dar a assertividade, a clareza da sua comunicação. entre outras coisas, naturalmente.

a comunicação e a liderança são indispensáveis uma à outra.

não há líderes efectivos que não valorizem a comunicação. eles conhecem o poder das palavras. trabalham com as palavras para anunciar a sua visão. inspiram os outros na mesma missão. e sabem conduzir.

o líder eficaz prepara-se para as suas intervenções. tem intenções. e quer mobilizar. 

e vê para lá dos olhos e do coração de cada um dos elementos da sua equipa. no limite, sabe que cada um tem um laço específico para consigo. para com a causa que os aproxima. 

sabe o que os motiva. conhece as suas paixões. por isso tem argumentos para os mobilizar para um objectivo comum. 

e não há novo ou velho demais para este papel. há determinação. há inteligência. há clareza. há sempre partilha. comunicação de algo, portanto!

há um mundo para além de quem lança as palavras e de quem as recebe. há toda uma envolvência. um género de caminho circular que os aproxima.

por isso é tão relevante preparar a comunicação. por isso os bons líderes não falham neste seu papel.

 

sobre-liderança.jpg

 

Plus, Be great!

www.plus.com.pt

 

 

02 de Junho, 2016

sobre a criatividade #4

claudia nogueira

a-criatividade.jpg

é pois. 

pode levar-nos para onde menos esperamos.  

comece por procurar lados simples. encontre novos ângulos e perspectivas.

não precisa de fazer o pino. muitas vezes basta aproximar-se. afastar-se. desviar-se 3 passos para um lado. ou para o outro.

fechar o olhos e rever imagens. acontecimentos. observar o que surge. o que se altera.

em grande parte das vezes, é o suficiente para nos levar a descobrir um detalhe que pode fazer toda a diferença. se não for uma diferença que valha a pena, leva-nos de certeza para outros patamares. a outras descobertas.

fui.

 

Plus, Be great!

www.plus.com.pt 

 

 

Pág. 2/2